.

.
.
.
.
.

NORMAL? AQUI? NÁÁÁ...

Mesmo considerando toda a desbunda que vai caracterizando o quotidiano nacional ainda há coisas que me surpreendem, que me chocam e, posso jurar, não vai sendo fácil.

Como se poderá constatar pelos primeiros "posts" que por aqui deixei depois de o então PR Cavaco ter entregado a chefia do governo a outro que não ao líder do partido que ganhou as eleições, deixei de levar esta treta com um mínimo de seriedade: "Não vou levar isto a sério" foi o título de vários comentários sumários de então. Pouco ou nada ligo ao que se vai passando, vou assistindo tão passivamente quanto consigo àquilo que nos querem vender neste bordel. Não tenho nada a ver com esta gente.

Como dizia, ainda há coisas que me chocam. Talvez não seja mau, talvez signifique  que não penetrou em mim a suposta "normalidade", que mantenho viva a noção de que  vivemos em legitimada anormalidade.

 Ora vejamos, mesmo dentro da conjectura actual (agora digo conjectura para não insistir em bordel) isto é normal? Aceitável?


"Economia Hoje, Futuro Amanhã"
"O projeto europeu depois da crise económica"
Auditório da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra 
21 de Março
José Sócrates 
Primeiro-Ministro do XVII e XVIII Governos Constitucionais de Portugal

Futuro amanhã? ...depois da crise? José Sócrates? Há aqui qualquer coisa que não me soa nada bem...

Com o patrocínio da Universidade de Coimbra? Da faculdade de Economia?
Da RTP1? Da Antena1?
Espera aí... mas sou eu, e os outros que também foram deixados de tanga por este gajo, quem paga esta m... !

O Primeiro-Ministro do XVII e XVIII Governos Constitucionais de Portugal: Que pompa!
Pena é que não lhe tenham alongado o currículo: Prisioneiro 44 indiciado nos processos XPTO a aguardar sentença.
Mas dadas as circunstâncias...

Pode? Pode, nós deixamos. Achamos normal, é a liberdade de expressão. 
E seria, caso fosse o auditório do PS ou qualquer outra sala arrendada às custa de entidades privadas. quem lá for irá por sua conta, quero lá saber. Mas não, isto é(-me) imposto à boa maneira do "come e cala".
E ninguém vai às trombas dos patrocinadores. Laissez faire, laissez passer.
Qualquer dia vou para a Austrália fazer uma plantação de cangurus.


2 comentários:

Laurus nobilis disse...

Sim... é dinheiro púbico que está em jogo... Mas este tipo tem habilitações para dar conferências sobre economia??? E o Passos? Esse já não tem??? Enfim, começa a tentativa de reabilitação do personagem e a cela 44 começa a criar teias de aranha por falta de uso!

Alex. disse...

Não terá as habilitações mas tem a experiência: "Tudo o que se deve fazer para mandar um país para o galheiro"

Segundo o "Expresso": «O ciclo abriu em fevereiro com uma conferência com Pedro Passos Coelho sobre o Orçamento de Estado 2018, a que seguiu uma outra sobre o Governo de António Costa (com Jorge Coelho e Marques Mendes) e outra sobre a evolução do sistema bancário, na qual foi oradora Teodora Cardoso, a economista que lidera o Conselho das Finanças Públicas.»http://expresso.sapo.pt/politica/2018-03-19-Socrates-vai-contar-aos-estudantes-a-sua-experiencia-da-crise#gs.OIp0Bqo

Acho notável que aquele tipo possa aparecer engravatado, apresentar-se como um senhor e nós, portugueses, não damos um passo para entrar em cena e chamar os bois pelos nomes. Chegamos a isto, vivemos assim. Dá-me náuseas, física e não figurativamente