.

.
.
.
.
.

Goodnight Lou, it's time to say goodbye



 Não era um anjo, nem de perto nem de longe; 
enquanto artista, tinha o seu muito quê irresistível




Num instante mas com carinho

Diz aqui o relógio do computador que são 00h34. O meu filho veio agora mesmo dar-me o beijo de boa-noite antes de se ir deitar e disse-me assim:

«Passou o dia todo e não arranjaste um bocadinho para pôr os parabéns ao Steiner no blog, tu que sabes que ele dava a vida por nós... É um aniversário muito importante, a partir de hoje ele é oficialmente adulto...»
Ok, ok, ok. Pronto! Tens razão. Ok.  Vai dár-lhe uma daquelas guloseimas que lhe fazem mal que eu trato disso num instante.
«Num instante mas com carinho, sim mãe?»
Num instante passaram quatro anos... Desde o dia em que uma enorme bola de pêlo com patas e olhos, nascida na longínqua Hungria horas depois de o nosso Merlin nos ter deixado,  veio parar aos nossos braços. Um dia feliz.

É bom, muito bom, tê-lo por cá, na nossa família, é um ser de primeiríssima água.


.

O DIABO E O QUERUBIM

Abstendo-me de fazer qualquer comentário, a fim de preservar o nível mínimo exigível num blog que se pretende livre de vulgaridades de gosto duvidoso no que respeita à traiçoeira arte do linguajar.
Limito-me a deixar a declaração proferida hoje por Mário Soares e a titular a fotografia abaixo exposta

"Nunca ninguém julgou, todos roubaram, mas nunca julgou, como é sabido. Porque é o Presidente da República não é julgado?" 
Mário Soares,16 Out. 2013

COM TRÊS PALAVRINHAS APENAS...

Não sou exactamente a fan nº1 deste senhor mas que ele sabe pôr o dedo na ferida é um facto:


"A Constituição deixa Governos irresponsáveis levar o País à falência mas não deixa um Governo responsável tomar medidas para o evitar"
Eduardo Catroga
16 Outubro 2013, 13:13 por Jornal de Negócios 

NÃO SOU O QUE QUISERAM MAS SOU O QUE QUERIAM

PERCEBERAM?

Querídíssimo José teve uma epifanea:  descobriu que é de direita!
Isto de passar uma temporada em Paris afecta qualquer um...
José está afectado, deliriou-se!
«Em entrevista ao jornal Expresso, o ex-primeiro-ministro e antigo secretário-geral do PS diz que se posiciona à direita no espectro político português. Segundo a edição online do jornal, que revela nesta quarta-feira um curtíssimo resumo, José Sócrates garante mesmo que é "o chefe democrático que a direita sempre quis ter".»
Eu diria mesmo mais:
José é o chefe que a direita sempre quis ter,
o que nunca quis ter,
o que a esquerda lamenta ter perdido (?),
o que a esquerda classificou como o adeus-ó-vai-te-embora,
aquele pelo qual a extrema-direita clama,
o tal que preencheria as preces da extrema-esquerda.
É o tudo em um, como um champô fatéla de super-mercado.
José, tu és o nosso champô fatéla, o nosso melhor ubipolítico (artista com o dom da ubiquidade ideológica)

.

ISTO HOJE NÃO CORREU MAL

FACTO Existem figuras do regime angolano sob investigação pela justiça portuguesa, entre as quais o procurador-geral de Angola, João Maria de Sousa, o presidente do banco Atlântico, Carlos Silva, e as filhas do presidente José Eduardo dos Santos.
FACTO -  As “investigações a figuras angolanas ainda se encontram em curso no Departamento Central de Investigação e Acção Penal (DCIAP) não existindo, por agora, nenhuma decisão final”.
FACTO -  O “Estado angolano, num processo em que é assistente, constituiu como seu representante o escritório de advogados PLMJ, no qual Rui Machete foi consultor até assumir funções como ministro do Estado e dos Negócios Estrangeiros”.
_______________________________ 

José Eduardo Santos:
 «Só com Portugal, as coisas não estão bem. Têm surgido incompreensões ao nível da cúpula e o clima político actual, reinante nessa relação, não aconselha à construção da parceria estratégica antes anunciada».
 Após o discurso de Eduardo dos Santos, o ministro das Relações Exteriores de Angola, Georges Chikoti, disse que: 
«É necessário que os portugueses façam algum esforço para melhorar as relações com Angola .../... que as relações com Portugal podiam ser melhores, mas têm surgido dificuldades que impedem o estabelecimento de relações estratégicas.»
_____________________________ 

Isabelinha das Farturas
 Santos de casa não fazem milagres
Será que lhes passa pela cabeça que o governo vai mandar arquivar as investigações que estão decorrendo em torno de figuras protegidas pelo regime angolano para «fazer algum esforço para melhorar as relações com Angola»?

Queiram Vócências desculpar o incómodo mas não basta ter dinheiro, vestir do muito bom e do melhor, fazer compras nas melhores lojas de griffe europeias da Av. da Liberdade, oferecer pópós topo de gama aos putos para eles se pavonearem pela noite do circuito Lisboa/Cascais despejando garrafas de champagne Cristal como se fosse pirulito; não bastam estas nem as outras, que passam pelos bancos, pelas off-shores, pelas acções empresariais que lavam mais branco e pelos cabeleireiros de luxo que desfrisam mais liso.

Queiram Vócências desculpar o incómodo mas não basta, como dizia aquela senhora, embora glosando sobre um tema não relacionado com a "cúpula", há une petite difference, e, deixem-se de parvoíces, não é na cor.
Vive cette petite difference!
_____________________________

O dia hoje não correu mal: 
Portugal ganhou 3 a 0 ao Luxemburgo
O presidente angolano está de birra porque não lhe fazem as vontades.
-----------------------------------

Há já quatro anos, durante a reinação de José, o Sócrates...
Sem comentários.

UM PEDIDO PESSOAL EM DEFESA DE QUEM NÃO SE PODE DEFENDER

Quem por aqui me segue com regularidade sabe que não sou muito de "ir em grupos", de publicitar e abraçar petições públicas, algumas das quais defendendo justas e nobres causas. Posso fazê-lo pessoalmente, por aqui nem tanto.
À excepção da(s) petição(ões) que repudiam esse monstro mal parido e vergonhoso intitulado "Acordo Ortográfico" não abracei mais nenhuma; posso ter aqui publicado uma ou outra, oferecendo uma informação ou um link, é provável, considerando que este blog  já vai tendo uns anitos, mas de momento não me lembro;  a única de que fiz «Causa Própria» foi de facto a que se recusa a aceitar o inaceitável "A.O.".

Hoje trago aqui uma outra causa, uma causa que também faço muito minha porque me revolta até às entranhas constatar a impunibilidade em que permanecem aqueles que maltratam, torturam e matam animais se encontram totalmente desprotegidos perante a lei.

Os animais estão desprotegidos e quem os quer proteger encontra-se impotente para o fazer. 
Esses crimes são inconsequêntes para os criminosos, têm consequências inenarráveis para as suas indefesas vítimas.


A União Zoofila publicou o texto que abaixo transcrevo, apoiando a Associação Animal
É um pedido justo e simples, toma o tempo de um "copiar/colar" para um e-mail dirigido aos endereços listados

A vós, que passam a visitar-me de quando em vez, e a todos os que, tendo animais ou não, amando os animais ou não, têm uma conceito de JUSTIÇA, peço, pessoalmente, que percam gastem 5 minutos do vosso tempo enviando esta mensagem.

Pode não ter efeito algum? Pode, mas não cruzamos os braços.
Obrigada.
______________________

O próximo dia 25 de Outubro pode ser efectivamente o Dia do Animal em Portugal.Os deputados eleitos por nós, cidadãos portugueses, vão apreciar um projecto-Lei de Protecção dos Animais.

Nós, que acolhemos as vítimas, queremos que os agressores parem e acreditamos que será apenas possível travá-los se os maus tratos a animais forem, à semelhança do que já acontece em outros países europeus, considerados crime em Portugal e quem os pratica julgado. 
Por isso, subscrevemos o pedido da associação ANIMAL . Escrevam aos deputados "e peçam-lhes para que no próximo dia 25 de Outubro defendam o máximo número possível de medidas sugeridas pelo Projecto-Lei “Lei de Protecção dos Animais”, ao qual tiveram acesso durante o decorrer da Campanha “Um Passo em Frente - Por uma Nova Lei de Protecção dos Animais em Portugal”. Com a aprovação das medidas que sugeriu, o objectivo da ANIMAL é que, finalmente, se estabeleça um grau elevado e abrangente de protecção legislativa para os animais de Portugal. 

Ao enviar estas mensagens, estará a oferecer uma determinante ajuda para que os esforços de campanha e contacto com os grupos parlamentares que a ANIMAL está a desenvolver sejam bem sucedidos, a bem dos animais que nascem, vivem e morrem neste país.



A MENSAGEM:

Exmas. Senhoras,
Exmos. Senhores,

1) Considerando que é dever dos humanos respeitar os animais e assegurar que estes beneficiem de legislação que os proteja de forma adequada e eficaz;

2) considerando que esse dever é cada vez mais reconhecido e prezado, não só na sociedade portuguesa como em todo o mundo, e que tem levado governos, parlamentos e municípios de várias regiões do mundo a tomarem avançadas medidas legislativas e práticas de protecção dos animais; 

3) considerando que, embora este seja um dever do Estado Português, este não tem cumprido nem materializado este dever de modo minimamente satisfatório, tendo, até aqui, votado os animais a um abandono e a uma indiferença cruéis, permitindo, por acções e omissões, que muitos e graves males contra estes sejam cometidos num ambiente de quase total impunidade; 

4)considerando que o Estado Português, quer por não ter tomado medidas legislativas adequadas, eficazes, modernas e pró-activas, quer por não ter sequer conduzido uma acção satisfatória de fiscalização, prevenção e punição relativamente a infracções às leis vigentes de protecção dos animais, quer por não ter ainda proibido práticas cruéis, inaceitáveis e absolutamente desnecessárias, quer ainda por ter envolvido alguns dos seus organismos, entre os quais os municípios, em práticas cruéis contra animais, tem originado graves problemas que afectam os animais em Portugal; 

5) considerando que o estudo de opinião “Valores e Atitudes face à Protecção dos Animais em Portugal”,realizado em Maio de 2007 pelo Centro de Investigação e Estudos de Sociologia (CIES) do Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa (ISCTE), com base num questionário efectuado entre Fevereiro e Março de 2007 pela Metris GfK, deixou claro o modo como a maioria dos portugueses – muito significativa, em muitos aspectos, e esmagadora, em tantos outros – entende que os animais em Portugal estão, em termos reais, muito desprotegidos e devem, em diversas áreas, ser urgente e fortemente protegidos pelo Estado Português, 

Venho pedir a V. Exas. que defendam a implementação de uma Nova Lei de Protecção dos Animais, que considere todos os pontos, ou o maior número de pontos possível, do Projecto-Lei apresentado pela Associação ANIMAL.

Acreditando que V. Exas. terão, no próximo dia 25 – aquando da discussão em Sessão Plenária da petição de apoio ao Projecto-Lei acima referido –, uma atitude que reflectirá o meu pedido, despeço-me,

Com os melhores cumprimentos,
De V. Exas,

Nome:
Cidade/País:
E-mail:

 ENDEREÇOS: 

bloco.esquerda@be.parlamento.pt,
gp_pcp@pcp.parlamento.pt, 
gp_pp@pp.parlamento.pt, 
gp_ps@ps.parlamento.pt, 
gp_psd@psd.parlamento.pt, 
pev.correio@pev.parlamento.pt

conhecimento (Cc) a   «campanhas@animal.org.pt », 
de modo a que a ANIMAL possa saber o número de mensagens enviadas:

Por favor, envie sempre todas as mensagens - usando os contactos acima - para os Grupos Parlamentares 




A VIDA É: UMA SURPRESA

Da vida pode-se dizer quase tudo: que é maravilhosa, que é uma chatice, que é curta, que chega para nos fartarmos, e dezenas de "etc.'s" por aí fora. Consoante os momentos, as situações e, claro, as pessoas,  tudo isto é verdade, dentro do turbilhão em que nos enreda; a vida vai-se vestindo de cabra ou de santa, de bruxa ou de fada, de negro ou de arco-iris, representando os actos que precisamos viver. Estou convencidíssima de que Einstein tinha toda a razão quando disse que Deus não joga aos dados, por muito, tanto, que assim pareça, digo eu.

Se há coisa com a qual todos concordaremos é que a vida é surpreendente: um desenrolar de situações inesperadas, reviravoltas impensáveis, factos improváveis, ilusões e desilusões, gargalhadas do destino sobre os "Sempre" e os "Nunca", a transformação em fumo dos planos mais bem concebidos e delineados, com um fim que não se sabe se é "FIM" nem tão pouco quando chega.

A vida é para se ir vivendo de peito e mente abertos, com um ou outro acautelamento e dois dedos de testa.

Hoje, particularmente hoje e eu cá sei por quê, fui à procura de um vídeo no qual a Senhora Brandi Carlile canta a versão original de «The Story», servindo de tema musical a um fabuloso anúncio da SuperBock . Encontrei. (Vídeo I)

E encontrei também uma surpresa:
Imaginem que vão andando rua abaixo e deparam com realização ao vivo de um programa de TV;
imaginem também que há várias pessoas que vão cantar tentando a sua sorte no difícil mundo do showbizz;
E agora imaginem que, de entre essas pessoas, vos sai ao caminho esta maravilhosa "fera" com este vozeirão... (Vídeo II)

Estariam à espera? Pois é, a vida tem destas coisas, e de outras...





NO MELHOR PANO CAI A NÓDOA

Qual segundo resgate, qual quê, há esperança para Portugal: 
os E.U.A. fecharam... 
E nós continuamos, despreocupados a mandar bocas e a marcar grandes "marchas" exigindo aumento de salários.
Ah g´anda país o nosso que dá para tudo e continua aberto!

EM PORTUGUÊS, MESMO


SEM REVISÃO E ACORDO ORTOGRÁFICO!!! FIXE!