.

.
.
.
.
.

UMA HISTÓRIA COM SENTIDO

Graças à imparável sucessão de loucuras que todos os dias grassam pelo nosso alucinado planeta praticamente se deixou de falar no na estranha história do avião desaparecido, sim, esse mesmo, o Voo MH 370 da Malasian Airways, que ocupou a comunicação social até esgotar o interesse, ou seja, ou até valores mediáticos mais altos se levantarem.

A 24 de Março, no auge do reinado mediático deste desaparecimento misterioso, dizia eu aqui no blog:
Eu vejo muitos filmes, é verdade, gosto particularmente de enredos  de "thrillers" e espionagem. Admito que terei a imaginação estimulada para engentrar tramas de conspiração e assassinatos encomendados mas uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa: uma coisa é uma imaginação estimulada e criativa, outra é já ter visto factos e explicações teóricas suficientes para ter a pestana minimamente aberta e perceber que há um enorme sapo boiando naquilo que me é dado a engolir.
Então, e durante uns pares de semanas, surgiram por aí as mais diversas teorias sobre o que teria acontecido, umas mais verosímeis do que outras, umas mais bem concebidas do que outras, mas não me passou sob o olhar nenhuma que me apelasse à concessão de algum crédito significativo; todas as que vi me pareciam ou infundadas ou marcadamente incompletas. Aquelas que apelavam a factos conhecidos não me pareciam reunir, ou conseguir conciliar, os factos de vertentes independentes e até aparentemente dispares. Faltava sempre qualquer coisa... Sim, está bem, isso faz sentido visto isolado mas e então isto, aquilo e aquel'outro que sabemos também ser factual? Demasiadas perguntas sem resposta. Ná...

Há pouco abri um e-mail enviado por uma amigo e lá vinha mais uma solução para o mistério. Mas dei-me ao cuidado de ler, o meu amigo não é parvo...
Desta vez sim, a coisa pareceu-me valer ser investigada um pouco mais a fundo, até onde nós, comuns mortais, sem acesso aos meios da NSA ou da MOSSAD, podemos ter a ilusão de investigar estes mistérios. Pelo menos reúne várias informações que têm surgido isoladas. Como dizia "o outro": Si non è vero è ben trovato, daria um bom argumento em Hollywood ou arredores.

Por mim vou tentar encontrar alguns dos factos isolados que esta teoria (?) conjunta; se não chegar a conclusão alguma será pelo menos uma boa forma de descontrair face ao computador sem me sentir tão negligenciadora da qualidade do meu tempo de "dolce fare niente" quanto me sinto a estupidificar face aos 15 minutos de notícias do dia com que nos vão dando a comer aquilo que nunca mata a fome.
Deixo-vos o conteúdo do e-mail que recebi, ajuizai.



«Enquanto os Estados Unidos retiravam do Afeganistão um dos seus sistemas de comando e controle usado para controlar e pilotar seus drones foram seqüestrados por talibans quando o comboio de transporte americano descia de uma de suas bases localizadas no alto de um monte. Os talibans emboscaram o comboio, mataram dois “seals” da marinha americana, tomaram posse do equipamento e das armas, incluindo o módulo de comando e controle de todo o sistema pesando cerca de 20 toneladas embaladas em 6 caixotes. Isso aconteceu aproximadamente há um mês, em Fevereiro de 2014.

 O que o Taliban quer é dinheiro. Ofereceram-se para vender aquela tecnologia  o sistema aos os russos e aos chineses. Os russos estavam ocupados com a Ucrânia mas os chineses estão loucos para conhecer essa tecnologia. Imagine-se  se os chineses dominarem o controle dessa tecnologia,  todos os drones americanos  se tornarão inúteis.                                                                       
 Então a China enviou 8 cientistas “top” em defesa para avaliar o sistema e pagar milhões por ele. 
No começo de Março de 2014, os 8 cientistas e os 6 caixotes foram levados para a Malásia, pensando ser a melhor maneira de dissimular e esconder a transacção do resto do mundo. A carga foi mantida na embaixada chinesa debaixo de protecção diplomática. Entretanto os americanos uniram-se à Inteligência Militar de Israel e juntos decidiram interceptar e recapturar a carga. 
 Os chineses decidiram que a forma mais segura seria fazer o transporte num avião civil para evitar suspeitas. O vôo directo entre Kuala Lumpur e Beijing dura apenas 4 horas e meia e os americanos não iriam desviar ou abater um avião civilO vôo MH370 seria o transporte perfeito. 
Estavam 5 agentes americanos e israelitas familiarizados com a operação do  Boeing a bordo.  Os dois iranianos com passaporte “roubado” poderiam estar entre eles. 
Quando o vôo MH370 estava para deixar o espaço aéreo da Malásia e comunicava com o Controle Aéreo Vietnamita, um AWAC americano interferiu no sinal, desabilitou o sistema de controle do piloto e passou-o para um controle remoto. Isso foi quando a aeronave perdeu altitude momentaneamente. 
 Como o AWAC pode fazer isso? Lembram-se do incidente do vôo 911? (do 11 de Setembro) Depois do acidente do 911, todos os aviões Boeing (e possivelmente também todos os AirBus) têm instalado um sistema de controle remoto para anular acções terroristas. Desde então, todo o Boeing pode ser remotamente controlado e pilotado por uma torre de controle em terra. É o mesmo sistema de controle remoto usado para pilotar drones e aviões espiões sem piloto a bordo. 
 Os 5 agentes americanos e israelitas assumiram o controlo do avião, desligaram o transponder e todos os outros sistemas de comunicação, mudaram o curso e tomaram direcção leste. Não ousaram voar para oeste  em direcção às Filipinas ou ao Guam porque todo o espaço aéreo do sul da China é monotorizado por radares e satélites chineses. 
 Os radares militares da Malásia, Tailândia e India detectaram a aeronave não identificada porém não reagiram “profissionalmente”
O avião passou por cima de Sumatra, Anambas, Sul da India e aterrou nas ilhas Maldivas (alguns moradores viram a aeronave pousando), reabasteceu e continuou seu vôo para Diego Garcia, uma base aérea americana no meio do Oceano Indico. A carga e a caixa preta foram desembarcadas. Os passageiros foram silenciados para sempre por meios naturais: falta de oxigênio. Acreditavam que somente pessoas mortas não falariam. 
O vôo MH370 com todos os passageiros mortos decolou de novo via controle remoto e caiu a ao sul do Oceano Indico, fazendo o mundo acreditar que o avião eventualmente ficou sem combustível pondo assim a culpa no comandante desobediente e no co-piloto.
 Os americanos encenaram um grande show. Primeiro concentrando toda a atenção e esforço de resgate no mar do sul da China enquanto o avião era desviado para o Oceano Indico. Então emitiram declarações e evidências conflitantes para confundir o mundo. A Austrália é cúmplice. 
 A quantidade de recursos e esforços que a China movimentou, em termos de aviões de resgate, satélites, navios, vasculhando primeiro o mar do sul da China e depois no estreito de Malaca e no Oceano Indico foi sem precedentes. Isso mostra como a China estava  preocupada,  não tanto com os passageiros chineses mas com a valiosa carga e seus 8 cientistas de defesa aérea altamente qualificados. 
 Não acredita na história? Não se espera que acredite, mas vamos esperar para ver como o episódio se revela por si mesmo.
 Ou talvez isso não aconteça a menos que apareça outro Snowden...» 

Texto original, desconheço a fonte:
Have you heard of this conspiracy theory re the disappearance of MH 370? The story goes like this:

While the USA is withdrawing from Afghanistan one of their command and control system (used for controlling the pilotless drones) was hijacked by the Taliban while the American transport convoy was moving down from one of the hill top bases. The Taliban ambushed the convoy and killed 2 American Seal personnel, seized the equipment/weapons, including the command and control system which weighed about 20 tons and packed into 6 crates. This happened about a month ago in Feb 2014.

What the Taliban want is money. They offered to sell the system to the Russians &r the Chinese. The Russians are too busy in Ukraine but the Chinese are hungry for the system's technology. Just imagine if the Chinese master the technology behind the command and control system, all American drones will become useless. So the Chinese sent 8 top defense scientists to check the system and agreed to pay millions for it.

Sometime in early Mar 2014, the 8 scientists and the 6 crates made their way to Malaysia, thinking that it was the best covert way to avoid detection. The cargo was then kept in the Embassy under diplomatic protection. Meanwhile the Americans engaged the assistance of Israeli intelligence, and together they were determined to intercept and recapture the cargo.

The Chinese decided that it will be safest to transport it via civilian aircraft so as to avoid suspicion. After all the direct flight from KL to Beijing takes only 4 and half hours, and the American will not hijack or harm a civilian aircraft.. So MH370 is the perfect carrier.

There are 5 American and Israeli agents onboard who are familiar with Boeing operation. The 2 "Iranians" with stolen passports could be among them.

When MH37020 is about to leave Malaysian air space and was reporting to Vietnamese air control, one American AWAC jammed their signal, disabled the pilot control system and switched over to remote control mode. That was when the plane suddenly lost altitude momentarily.

How AWAC can do this ? Remember the 911 incident ? After the 911 incident, all Boeing aircraft (and possibly all Airbus) were installed with a remote control system to counter terrorist hijacking. Since then all Boeings could be remote controlled by ground control tower. The same remote control system used to control the pilotless spy aircraft and drones.

The 5 American/Israeli agents soon took over the plane, switched off the transponder and other communication systems, changed course and flew westwards. They dare not fly east to Philippines or Guam because the whole South China Sea air space is covered by Chinese surveillance radar and satellite.

The Malaysian, Thai and Indian military radars actually detected the unidentified aircraft but did not react professionally.

The plane flew over North Sumatra, Anambas, South India and then landed at Maldives (some villagers saw the aircraft landing), refuelled and continued its flight to Garcia Deigo, the American Air Base in the middle of Indian Ocean. The cargo and the black box were removed. The passengers were silenced via natural means, lack of oxygen. They believe only dead person will not talk. The MH370 with dead passengers took off again via remote control and crashed into the South Indian Ocean, causing the world to believe that the plane eventually ran out of fuel and crashed, and hence blame the defiant captain and copilot.

The Americans have put up a good show. First diverting all the attention and search effort into the South China Sea while the plane made its way to the Indian Ocean. Then they came out with conflicting statements and evidence to confuse the world. Australia is complicit.
The amount of effort put up by China, in terms of the number of search aircraft, ships and satellites, searching first the South China Sea, then the Malacca Straits and the Indian Ocean is unprecedented. This showed that China is very concerned, not so much because of the many Chinese civilian passengers, but mainly the high value cargo and its 8 top defense scientists.

Don't believe the story? I don't expect you to but let's wait and see how the episode unveils itself. Or perhaps it will never be known until the next Snowden emerges.

Sem comentários: