.

.
.
.
.
.

CON-SEQUENCIA

Carlos Latuff @LatuffCartoons
Humor... Muito a sério
5 estrelas.


.

2 comentários:

Laurus nobilis disse...

Continuo a dizer que a questão é civilizacional; de um lado a abertura, a pluralidade e, do outro, meramente a título de exemplo, as mulheres serem impedidas de guiar nos países muçulmanos.

Quando se mata desta forma, quando se têm de fechar ruas em Paris para que os muçulmanos façam as suas orações, quando não se pode andar de calções em determinadas zonas de cidades na Alemanha, as consequências podem vir a ser graves. As pessoas começam a estar fartas e, como qualquer "massa anónima", é inevitável que todos os muçulmanos venham ser atingidos, extremistas ou não. É irónico que, neste caso concreto, ao atacarem um jornal de esquerda, estejam a dar votos, muitos, à Frente Nacional.

Efectivamente, este cartoon é elucidativo e extremamente inteligente: ao fazerem esta carnificina, acabaram por dar tiros neles próprios. Como pergunta final podemos sempre perguntar se eles, fundamentalistas, se importam muito com isso...

Alex. disse...

Olá Laurus nobilis, bom ano, se possível neste mundo complicado.

Pois, tudo o que diz é verdade mas se eu for viver para um país islâmico tenho de cumprir as regras; para a maioria dos islamitas, e a totalidade dos que aplicam e defendem a "Sharia", as regras ocidentais são letra morta e a abater. Claro que é civilizacional mas com dois pesos e duas medidas. Deve o ocidente abdicar dos seus conceitos democráticos por imposição de auto-defesa? Questão difícil esta...
E sim, é irónica subida da direita, em particular "aquela direita" e parece-me inevitável.
Este pareceu-me o melhor dos variadíssimos cartoons que apareceram ontem, o único que toca no ponto fundamental se privilegiarmos a "Big Picture". Não sei se os taradinhos se importam ou não mas se perderem apoio nas comunidades muçulmanas, não creio que fiquem muito satisfeitos