.

.
.
.
.
.

MAIS VALE ESTAR CALADA

Tenho estado muito calada... Pois tenho, o estado do mundo dá-me conta da cabeça.

O suposto "Estado Islâmico", o filho da senhora Putin, as imagens da Ucrânia, o Boko Haram e as crianças a quem vestem coletes-bomba na Nigéria, Al Assad e o sacrilégio da Síria, o nó górdio no Irão, o Yemen a explodir. E todas as outras loucuras incompreensíveis... Obras de arte milenares destruídas, atentados terroristas, milhões de refugiados em tendas de armazéns apátridas, assassinatos impunes, perseguições religiosas, confrontos pseudo-racistas manipulados por motivos bem claros e bem obscuros
Não consigo alhear-me; não sei se o lamente se me congratule.
Não consigo sentar-me frente a um computador e do alto do meu conforto dissertar acerca da desgraça alheia que também é do meu mundo, não tenho fuga.
Prefiro não perder boas ocasiões para estar calada, o pudor de me sentir triste olhando o mundo sobrepõe-se a qualquer verbalização dessa tristeza ao ter consciência do privilégio de viver em paz.
...De nada me queixo, até teria vergonha.


.

Sem comentários: