.

.
.
.
.
.

Ouve lá, Oh Zé...

Ouve lá, oh Zé, o Kosovo existe ou é uma ficção animada?

O Governo português deverá anunciar, esta quinta-feira, uma tomada de posição sobre a independência unilateral do Kosovo, apurou a Renascença.
Portugal é um dos poucos da União Europeia (UE) que ainda não reconheceu a independência daquela região e poderá fazê-lo nas próximas horas.
O assunto vai ser discutido no próximo dia 8 deste mês nas Nações Unidas, que terão de pronunciar-se sobre um projecto de resolução apresentado pela Sérvia para que o Tribunal Internacional de Justiça tome posição sobre a legalidade da independência do Kosovo.
In Rádio Renascença on line



KOSOVO

A independência do Kosovo foi declarada a 17 de Fevereiro de 2008 com 109 votos a favor e 0 contra pelo seu Parlamento. Todos os 11 representantes da minoria sérvia boicotaram os protocolos.

Cartas para todos os países do mundo foram então enviadas pelo novo governo do Kosovo, solicitando o reconhecimento como Estado Soberano.

A 28 de Fevereiro de 2008, a Alemanha tornou-se o primeiro país a formalizar seu reconhecimento do Kosovo quando transformou seu escritório diplomático de Priština em Embaixada.
A 5 de Março de 2008, a República de Kosovo foi oficialmente reconhecida por 26 soberanos Estados-membros Soberanos, nas Nações Unidas, como, também, por outras entidades, incluindo outros Estados. 20 Estados-membros da ONU ou recusaram o reconhecimento.
Dos 192 estados-membros das Nações Unidas, 91 tomaram alguma atitude sobre a declaração de independência de Kosovo.

A ONU encarregou a Regra da União Europeia da Missão de Lei em Kosovo para assegurar a continuação de presença civil internacional em Kosovo.
Dos cinco membros com direito de vetar, três (os EUA, o Reino Unido e a França) reconheceram a declaração de independência. Entretanto, a República Popular da China expressou preocupação sobre as negociações, e a Rússia considerou a declaração como ilegal.
In Wikipédia



Link - Guerra / Conflito Kosovo
http://pt.wikipedia.org/wiki/Guerra_do_Kosovo

Sem comentários: