.

.
.
.
.
.

ALEGADAMENTE, É MAIS UM TRASTE

«DIAP põe sob lupa os negócios da ANF» 03/12/2012

«O Departamento de Investigação e Acção Penal (DIAP) de Lisboa está a analisar novos documentos sobre os negócios da Associação Nacional das Farmácias (ANF). Em causa estão suspeitas de alegados favores do Governo de José Sócrates à ANF, liderada por João Cordeiro, em 2010, avança o Correio da Manhã.
.../...
Nas escutas realizadas a Armando Vara percebe-se que ‘a pedra no sapato' de João Cordeiro seria o então secretário de Estado da Saúde Francisco Ramos, da equipa da ministra Ana Jorge. Essas conversas revelam que o presidente da ANF considerava que Ana Jorge "não percebia um corno" da questão dos preços dos medicamentos e que Francisco Ramos só atrasava o diploma ao levantar sucessivos problemas. Do seu lado, e a tentar fazer aprovar o decreto que seria favorável às farmácias, estavam o então secretário de Estado do Comércio, Fernando Serrasqueiro, e o secretário de Estado Adjunto do primeiro-ministro, Filipe Baptista. 
          .../...
O processo de investigação inicial surgiu no âmbito das escutas do processo Face Oculta, onde foram apanhadas conversas entre Armando Vara e João Cordeiro, tendo sido extraída uma certidão para abrir uma investigação que foi arquivada e que agora poderá ser reaberta.»

 SEM COMENTÁRIOS

Sem comentários: