.

.
.
.
.
.

TARDIO MAS A TEMPO

Não conheço a Isabel Jonet, conheço um pouco dos resultados do trabalho da Instituição que dirige.
Revoltou-me que, por um deslize absolutamente humano dos que podem tocar a qualquer um, tenha caído em cima da senhora o Carmo e a Trindade por via de um punhado de iluminados inconsequentes, ou desumanos, profusamente difundidos pelo "aqui d'El Rei" da comunicação social.

A ressaca não se fez esperar: comecei a ouvir pelas esquinas o opinativo:

«Ai este ano não dou, afinal andam a roubar com'ó-z'outros»;

Gente bem informada que baseou a sua racionalíssima decisão num título de jornal ou numa notícia em primeira mão ouvida ao balcão do café.

Revolta-me que os que nada fazem não se contenham, muito pelo contrário, em deitar abaixo aqueles que, com muito esforço, conseguem dar - DAR - a sua melhor ajuda, por pequena que pareça. NÃO - SE - FAZ!

VPV falou e disse, e muito bem.
Quanto aos outros, de esquerda, de direita ou às riscas, o raio que os parta.





1 comentário:

Laurus nobilis disse...

Conheço-a pessoalmente e só posso dizer que é uma força da natureza! O Vasco Pulido Valente sempre foi muito bom a escrever; muito melhor que a falar. Mesmo que não concorde muitas vezes com ele, é normalmente muito lúcido. Desta vez, subscrevo inteiramente o que escreveu! Esta Mulher, já fez muito pela sociedade que a rodeia.