.

.
.
.
.
.

A propósito do

Dia da Criança...

"Caso Alexandra"

Ministro diz que errar

«faz parte da natureza humana»


O ministro do Trabalho e da Solidariedade Social, Vieira da Silva, escusou-se hoje a comentar a decisão da Justiça portuguesa de entregar uma menina russa à mãe biológica, mas sublinhou que errar «faz parte da natureza humana»


in Semanário SOL - 1/06/2009




Comentários (no "SOL)


Há uns anos atrás se um ministro fizesse uma declaração destas seria demitido, outros o foram por muito menos fora com governos corruptos fascistas encapotados

ciberia, em 2009-06-01 18:29:11


Para mim, e com medo de errar, porque sou humano, esta declaração é imbecil....

trabalhatumalandro, em 2009-06-01 18:16:09


Não é erro é negligencia!E já existem três casos de crianças que foram morte pelos pais e avós só nos últimos, depois de terem sido retiradas as pessoas a quem cuidavam delas; em 5 anos 3 casos, ainda por cima foram violadas pelo p

ai ou padrasto (2 casos) antes de serem mortas, apesar de os juízes terem sido advertidos para esse facto e nada adiantou.

Não senhor ministro não chame a isso erro, CHAME-LHE CRIME! E não aprendem com os erros estas bestas!

Quetzal, em 2009-06-01 18:14:48


vejam lá bem as declaraçoes que este homem fêz, se isto é gente que está no seu juizo perfeito. entao isto nâo é um crime, então o que é..?

besugo, em 2009-06-01 18:14:42


O problema não é errar! O problema é não aprender com os erros e a justiça em Portugal, neste campo, tem menos desempenho que o cão do Pavlov.

ravp, em 2009-06-01 18:08:12


De há uns anos a esta parte os erros tem sido sucessivos estes erros faz parte de ignorantes que não sabem o que andam a fazer tiraram o canudo pelo

telefone? ou fizeram exame ao Domingo? nem no tempo da outra senhora os tais técnicos com a 4ª classe fariam tal barbaridade pois trabalhavam por amor ao próximo e conhecimento de causa mas nessa época não tinham os neurónios queimados.

ciberia, em 2009-06-01 18:04:07


zéduarte
mais humana que a Justiça Xuxa, só mesmo a Ruxa!..

icebreaker, em 2009-06-01 17:57:52


Há erros que dá para emendar, outros não.. por isso é que deveriam pensar duas vezes e certificar-se antes de fazer asneiras que possam ser irreversíveis.. mas já se vê que quem confia nesta malta "leva"!

icebreaker, em 2009-06-01 17:56:35


Então, não há ninguém mais humano, dos que os xuxas...

joseduarte, em 2009-06-01 17:52:50


O acórdão do tribunal que decidiu libertar o Paulo Pedroso foi um erro humano?

Goebbels, em 2009-06-01 17:41:56




E lixar a vida de uma criança, também faz parte da natureza humana?


Eu cá abstenho-me de comentar o que disse o idiota do ministro. Não vou gastar nem um segundo a comentar uma declaração de um passa-culpas cobarde a fingir que outro idiota irresponsável agiu malzinho mas tem de se compreender e não há responsabilidades a pedir nem metodologias e negligencias a apurar. (Assim com'ássim a miúda já está lixada e não há nada a fazer...).Não estou mesmo disposta a escrever uma só palavra sobre mais uma declaração deplorável, tão ao jeito das abéculas criativas deste desgoverno de tontos falantes, que tão depressa acham que a sul do Tejo se estende um deserto como visitam, e subsidiam, fabricas de bombas de calor convencidos de que estão a ver apetrechos de energia solar. Não, não tenho pachorra. P.Q.P. Vão gamar, pode ser que nisso se continuem a safar.

2 comentários:

Emiele disse...

A verdade é que está tudo mal desde o início. E está mal porque quando se coloca uma criança numa família de acolhimento é uma solução a curto prazo, é só para dar tempo a encontrar uma solução mais justa.
É nesse «ovo» que as coisas se jogam, e onde depois tudo vai encalhar. Os Serviços da Segurança Social não têm técnicos suficientes e cada vez têm menos (porque os que se vão reformando com limite de idade não são substituídos) donde é materialmente impossível, a quem tem a seu cargo centenas e centenas de processos, ir seguindo como deve ser cada um. E uma criança que seria para ficar uns meses com uma família, fica anos criando como é evidente laços fortes. Isso deu-se no caso da menina Esmeralda/Ana Filipa, e neste caso da Alexandra, e em muitos outros que não devem chegar ao conhecimento público. O erro esteve na base, faltou o Projecto-vida e tudo assentou em bases frágeis.
A desumanidade de tomar uma decisão destas como se uma criança fosse uma mercadoria roubada, é de bradar aos céus!!! A lei pode ser cega, mas nestes casos é surda, paralítica e talvez atrasada mental!

Alex disse...

Tens toda a razão, os pecados vêem de trás, estão impregnados no sistema mas gaita - a irresponsabilidade tem de ter limites e não teve; a única a lixar-se foi a preimeira que havia a salvaguardar. Imperdoável.