.

.
.
.
.
.

HOJE O GOOGLE VAI DE ELÉCTRICO


Hoje o Google acordou assim, homenageando os 110 anos dos "Amarelos" de Lisboa. Muito simpático...

_______________________
«A Carris inaugurou há 110 anos a rede de eléctricos de Lisboa, um transporte emblemático da capital que viu a sua importância decrescer ao longo do tempo, mas ainda serve 20 milhões de pessoas por ano.

Foi a 31 de Agosto de 1901 que o primeiro eléctrico de Lisboa começou a circular, na então chamada Linha Marginal Ocidental, que ligava o Cais do Sodré e Algés (concelho de Oeiras), o trajecto mais antigo que ainda é percorrido.

Hoje, esta mesma Linha 15, que liga a Praça da Figueira e Algés, é a mais emblemática da rede de eléctricos de Lisboa

Também emblemática é a Linha 28, considerada um ex-líbris da cidade, inaugurada em 1914 e que liga o Martim Moniz e Campo de Ourique, percurso habitual entre turistas que visitam a capital.

A expansão da rede continuou nos anos 1920 e em 1958 foi inaugurada a última extensão, entre o Alto de S. João e a Rua Madre de Deus através da Av. Afonso III.

Nesse mesmo ano, a rede de eléctricos totalizava uma extensão de 145 quilómetros, divididos por 39 carreiras.

Hoje em dia, a frota de rede de eléctricos da Carris é constituída por 65 carros eléctricos, três ascensores (com seis veículos) e o Elevador de Santa Justa (com duas cabines).» In "Sol"- 31/08/11

_________________________________

Click to play this Smilebox slideshow
Create your own slideshow - Powered by Smilebox
Personalize a free slideshow design


.

4 comentários:

Laurus nobilis disse...

Se estivermos a falar dos antigos, de longe o meu transporte público favorito!

Alex. disse...

Verdade, os eléctricos antigos têm muita pinta. Onde vivo só passam desses e o meu filho pela-se por um passeio de "28".

Laurus nobilis disse...

A propósito:

http://tlimtlimxabregas.blogs.sapo.pt/

Está parado desde Maio, o que é pena...

Alex. disse...

Muito obrigada Laurus nobilis, gostei imenso das fotos do percurso do 28; algumas fazem parte do meu quotidiano.
E o meu caçula achou a maior graça - "Olha mãe, passámos ali quando...".