.

.
.
.
.
.

A GOTINHA DE ÁGUA


Por vezes a razão prende-se em análises conjecturais, demora-se na avaliação de diversos pontos de vista, rebusca-se na apreciação de soluções alternativas.
Por vezes não há tempo para a razão.
Por vezes é necessário um choque emocional que nos arranque das divagações racionais e nos leve a agir.
Por vezes é necessário um grito que ecoe no centro da nossa consciência e acorde em nós o que existe para além do cinismo, da política, da conveniência, do status quo; Um grito que resgate a nossa humanidade.

Aylan Kurdi, nascido há apenas 3 anos, é um desses gritos. Terrivelmente silencioso, terrivelmente profundo, encerrando a dor de muitos milhares de seres humanos.


________________________

A Europa debate-se com um problema de dimensões astronómicas com consequências incalculáveis. A Europa, directamente, o mundo, moralmente. 
Não se trata "apenas" de problemas económicos, logisticos, laborais; São autenticas "provas de fogo" com vertentes de segurança gravíssimas mas, sobretudo, são verdadeiras avaliações da nossa capacidade de solidariedade humana, da nossa qualificação moral e ética.
É tempo de tomarmos consciência de quem somos e de assurmirmos a responsabilidade de o sermos
____________________________


"Germany and Austria threaten Cameron over refugee crisis"

http://www.dailymail.co.uk/news/article-3219177/Germany-turns-Britain-migrant-crisis-aide-Angela-Merkel-says-no-sympathy-one-country-viewpoints.html

----------------------------------------------------------------

«Falei esta manhã com o Presidente francês e a posição franco-alemã, que transmitirei às instituições europeias, é que estamos de acordo com a necessidade de quotas obrigatórias dentro da União Europeia para partilharmos a responsabilidade. É esse o princípio da solidariedade.»

«Para os refugiados que tentam chegar à Europa (…) as tragédias sucedem-se aos dramas. Milhares de vítimas morreram desde o início do ano. A União Europeia tem de agir de maneira decisiva e em conformidade com os seus valores. [...] Estes homens e estas mulheres, com as suas famílias, fogem da guerra e de perseguições. Precisam de protecção internacional. Ela é-lhes devida. As Convenções de Genebra, feitas após a guerra, vinculam todos os países. A Europa deve proteger aqueles para quem ela é a última esperança»
Angela Merkel, 3 Set. 2015

  • "O Presidente da Comissão Europeia apresenta plano na próxima semana. Paris e Berlim querem mecanismo "permanente e obrigatório" para acolher refugiados.
  • Governo húngaro mantém oposição."
  • "Cameron, que se tem mostrado em clara oposição ao acolhimento de migrantes no Reino Unido, afirmou ontem estar "profundamente emocionado como pai" e disposto a cumprir as suas "responsabilidades morais". David Cameron deu assim a entender que Londres poderia rever a posição, que ele próprio expressara na véspera, dizendo que "acolher mais pessoas não é a solução" para o problema."
  • "O chefe do governo húngaro, Viktor Orban, mantém que a crise dos migrantes é um "problema da Alemanha" e que não é dever do seu país acolher refugiados."
"Gostava que a minha fotografia ajudasse a mudar o curso das coisas."
Nilufer Demir, fotógrafa que captou a imagem da criança síria 


Assim seja.

-

Sem comentários: