.

.
.
.
.
.

A MORTE ANDA CEGA

Sem comentários desnecessários, 
só me ocorrem insultos

Putin demonstrou à saciedade o grau de envolvimento de Moscovo na guerra civil síria declarando que treino intensivo de tropas avultados equipamentos estão sendo fornecidos ao exército sírio pela Rússia, segundo as suas declarações à  a agência estatal de notícias RIA Novosti  durante o fórum económico em Vladivostok.

Também não afasta a possibilidade de envolvimento militar directo na região, em vez de insistir em que os rumores de tropas russas no terreno são "prematuros".
Estes rumores foram atiçados por vídeos divulgados pela televisão estatal síria nos quais se viam tropas gritando em russo e  veículos blindados russos.

Apoio de Putin para o presidente sírio, Bashar al-Assad também é bem conhecido. O primeiro-ministro da Rússia usou seu veto das Nações Unidas para bloquear a acção contra o regime, mesmo após as acusações de uso de usar armas químicas contra civis pelos médicos sírios e investigado por organizações internacionais.

Como para explicar a suas acções afirmou:

"Nós realmente queremos criar algum tipo de uma coligação internacional para lutar contra o terrorismo e o extremismo.
Para este fim, realizámos consultas com nossos parceiros americanos - Eu, pessoalmente, tenho falado sobre o assunto com o presidente Obama"

Ainda recentemente, em Maio deste ano, o presidente Obama disse na cimeira de Camp David que se evidência de usar armas químicas como o cloro for confirmada por os EUA, a Rússia ficará sob pressão.

RETIRADO DO ARTIGO PUBLICADO NO "INDEPENDENT.UK" - 5 Set2015

Sem comentários: