.

.
.
.
.
.

A OUTRA FACE

Independentemente do que penso sobre as greves que têm vindo a ser agendadas durante este mês de Novembro, e que já AQUI expus dia 8 último por ocasião da greve dos transportes, face ao agradável mas oneroso dia que se viveu ontem em Lisboa (e Portugal não é Lisboa) vem-me à veia dizer o seguinte:

A GREVE É UM DIREITO DOS TRABALHADORES,
e enquanto tal deve ser respeitado.
Ok.

E QUEM NÃO QUER ADERIR A UMA GREVE, TEM O DIREITO DE TRABALHAR?
Tem.
Tem?
Alguns piquetes de greve tiveram ontem, 24/11, atitudes e actuações lamentáveis de um absoluto desrespeito pelos seus colegas que quiseram trabalhar.

Não comentando já a inconsciência (?) daqueles que propositadamente criaram desacatos, que poderiam ter acabado muito mal, na frente da manifestação frente à Assembleia da República.

Não comentando já os ataques de vandalismo que foram feitos contra três repartições de finanças em Lisboa. Com que intuito? Que raio de "moda" pretendem lançar? O que se segue, caixotes de lixo a arder e automóveis destruídos?

Se não fazes greve a bem fazes a mal?
Boa! Viva a democracia e o respeito pelos trabalhadores

Felizmente Portugal não é Lisboa.

E a raiva de Carvalho da Silva por a polícia ter retirado um a um os bloqueadores de piquete de greve à porta da carris? "Não compete à polícia decidir o que podem fazer os piquetes de greve", diz ele. Pois é, Carvalho da Silva, saíram autocarros conduzidos por quem quis trabalhar. Podes enfurecer-te mas és uma besta.
Apesar de tudo prefiro a besta Carvalho da Silva à ave trepadora que é João Proença; gajo, não convences... Claro que tens direito ao teu descanso mas não convences enquanto defensor dos direitos dos trabalhadores. Agarra-te Proença, agarra-te que isto anda mal de empregos e a claque dos "boys" já não é o que era.

foto semanário "Sol"


.

6 comentários:

Laurus nobilis disse...

É melhor não dizer o que penso...

ATRIBUTOS disse...

Minha caríssima amiga, concordo plenamente, eu que até nunca fiz greve e tenha a certeza que nunca farei.
Tenho andado longe e deixado de fazer visitas aos amigos. Peço desculpa ...

Bom fim de semana

Alex disse...

Olá José!

Espero que ande longe por boas razões. Vou sabendo que está bem vivo e a bem mexer pelas suas magnificas fotos que vão aparecendo

Um forte abraço

Alex disse...

Laurus nobilis

pelo menos por aqui poderá sempre dizer o que pensa e a "gerência" agradece; se é melhor ou não, hum... depende do ponto de vista mas pela parte que me toca prezo as suas opiniões, esteja certo.

Laurus nobilis disse...

Obrigado; o problema é que isto da democracia é muito bonito mas, antes de falarmos em direitos, deviamos falar em noções de cidadania! Continuo a pensar que, neste momento, o direito à greve em determinados sectores devia ser, pelo menos, equacionado...

Alex disse...

Tal como eu disse no post que escrevi no dia da greve dos transportes, perder dias de trabalho numa altura destas é um tipo de política que constitui um crime contra o povo português; não o disse assim mas vai lá dar. Numa altura em que se cortam feriados, em que se adicionam horas ao dia laboral, a greve é um crime.
Porém... Prefiro que me cortem nos feriados ou no descanso do que nos direitos porque quando se corta nos direitos abre-se um precedente que afecta mais do que a carteira, afecta a liberdade. Se amanhã se cortasse na liberdade de imprensa seria compreensível, há por aí tipos a escrever barbaridades considerando-se "liders de opinião" que só indo-lhes às fuças. Porém... a liberdade de imprensa é dos maiores bens que um país pode ter.
Prefiro pensar que estes inconsciêntes que actuam a bem das suas polítiquices e contra o seu país não merecem a perda de direitos de uma população inteira. O raio que os parta.