.

.
.
.
.
.

SERÁ POR SERMOS "RACIONAIS"?

Estou firmemente convencida de que as crianças, educadas juntas, em harmonia e em paz, resolveriam os grandes problemas inter-sociais e inter-culturais da humanidade, desde que - e este é um ENORME "desde que" - os seus educadores, em boa fé, fossem capazes e estivessem decididos a transmitir que a humanidade partilha um ADN comum, uma herança cósmica comum, um futuro planetário comum, criando uma vivência disto que ultrapassasse na vida a mera aprendizagem dos bancos de escola.
 A humanidade é una, única e irrepetível, existam ou não outras formas de vida no universo; é uma só ainda que formada por um arco-íris de seres, nas suas etnias, culturas, religiões, crenças e ideias. Mas... Mas que em momento algum devessem essas diferenças ser mais importantes do que as semelhanças e o comum habitat.
Sei que temos de nos defender  mas esta defesa seria bem mais simples se conseguíssemos criar laços mais fortes do que as nossas diferenças - só assim nos poderíamos sentir menos ameaçados e os reais perigos diminuiriam.

Os outros animais parecem compreender isto bem mais facilmente do que nós quando educados juntos, em harmonia e em paz. Espantosamente são até capazes de se relacionar connosco, que tanta dificuldade temos em nos relacionar de um modo geral, entre nós e com eles, não abordando já as atrocidades que comentemos, com eles e entre nós.

De onde me veio agora toda esta conversa ingénua e ilusória?
Vejam o vídeo, por favor.
É por isso que eu gosto tanto deles, conservam uma pureza de alma - sim, de Alma - que nós perdemos algures no meio da nossa "racionalidade"


Sem comentários: