.

.
.
.
.
.

DIGNIDADE

«AMBOS PROCURÁVAMOS NO OUTRO A PARTE DE VERDADE QUE O OUTRO HAVIA DE TER»

«E AMBOS TÍNHAMOS, ACHO, O HUMOR SUFICIENTE PARA NÃO DAR VALOR ABSOLUTO AO QUE TEM SEMPRE UM LADO RELATIVO»

«O QUE EXPLICA A NOSSA IRREDUTÍVEL AMIZADE É UMA PALAVRA CHAMADA RESPEITO; RESPEITO NÃO COMO VENERAÇÃO FORMAL MAS COMO CAPACIDADE DE RENUNCIARMOS A ALGUMA COISA DE NÓS PRÓPRIOS PARA CONSERVAR O ESSENCIAL DO OUTRO E DO QUE O OUTRO SIGNIFICA PARA NÓS»

Paulo Portas sobre Miguel Portas, Cerimónia evocativa, 29/04/2012

video AQUI


.

Sem comentários: