.

.
.
.
.
.

LUIS ANDRADE

24 de Outubro de 1935 - 6 de Abril de 2013


Estou triste...
Ao pensar no Luís Andrade só me ocorrem palavras bonitas e agradáveis
Queria escrever aqui alguma coisa especial para ele mas não consigo, só me saiem adjectivos que mais me parecem uma lista das qualidades que se podem buscar num homem...

Inteligência
Dignidade
Carácter
Humanidade
Sensibilidade
Lealdade
Ternura
Bondade
Sentido prático
Humildade
Criatividade
Persistência
.../...
Não pode ser, tenho de parar...
Sinto-me como se estivesse a render-me a um facilitismo preguiçoso. O que pode uma listagem de características dizer de um homem intensamente apaixonado pela vida, pelo seu trabalho, pelas pessoas?
O Luis Andrade merece mais, muito mais. Merece  que o recordemos, que o pensemos, tentando atingir a dimensão  da sua vida, da sua generosidade, do Ser Humano que ele foi.
Não consigo. Vou calar-me.
Resta-me sentir o Sol no peito que me deixou o privilégio de o ter conhecido, um bocadinho.
Bons voos, querido Luis, gosto tanto de ti.







.

Sem comentários: