.

.
.
.
.
.

NÃO SOU O QUE QUISERAM MAS SOU O QUE QUERIAM

PERCEBERAM?

Querídíssimo José teve uma epifanea:  descobriu que é de direita!
Isto de passar uma temporada em Paris afecta qualquer um...
José está afectado, deliriou-se!
«Em entrevista ao jornal Expresso, o ex-primeiro-ministro e antigo secretário-geral do PS diz que se posiciona à direita no espectro político português. Segundo a edição online do jornal, que revela nesta quarta-feira um curtíssimo resumo, José Sócrates garante mesmo que é "o chefe democrático que a direita sempre quis ter".»
Eu diria mesmo mais:
José é o chefe que a direita sempre quis ter,
o que nunca quis ter,
o que a esquerda lamenta ter perdido (?),
o que a esquerda classificou como o adeus-ó-vai-te-embora,
aquele pelo qual a extrema-direita clama,
o tal que preencheria as preces da extrema-esquerda.
É o tudo em um, como um champô fatéla de super-mercado.
José, tu és o nosso champô fatéla, o nosso melhor ubipolítico (artista com o dom da ubiquidade ideológica)

.

2 comentários:

Laurus nobilis disse...

O cenário poderá eventulamente estar adequado, mas eu nunca o iria ver ao "Moulin Rouge"...

Alex. disse...

Mas agora já não é Moulin ROUGE, agora o "chefe" (adoro a espressão) já se assume como artista Arc-en-ciel