.

.
.
.
.
.

O DIABO E O QUERUBIM

Abstendo-me de fazer qualquer comentário, a fim de preservar o nível mínimo exigível num blog que se pretende livre de vulgaridades de gosto duvidoso no que respeita à traiçoeira arte do linguajar.
Limito-me a deixar a declaração proferida hoje por Mário Soares e a titular a fotografia abaixo exposta

"Nunca ninguém julgou, todos roubaram, mas nunca julgou, como é sabido. Porque é o Presidente da República não é julgado?" 
Mário Soares,16 Out. 2013

3 comentários:

Laurus nobilis disse...

Pois eu deixei de ver praticamente tudo. Estou-me nas tintas. Penso que isto me passa, mas dou por mim a ter pensamentos pecaminosos tipo "mas não há possibilidades de enfiar com uma cadeira pelos... destes sindicalistas?" ou "se isto ou aquilo fosse pelos ares, eles talvez percebessem..." Ando imbuído de um espírito que já não sentia desde 74-75-76; mas aí, era muito novo, havia desculpa. Agora já não sou e, portanto, desculpa é coisa que não tenho... Por isso, decidi alhear-me de praticamente tudo o que respeita à politica. Na televisão só vejo desporto, RTP memória (com excepção feita quando aparece o Júlio Isidro) NG e afins. Em termos lúdicos, dedico-me sobretudo a ler e a ouvir música.

Mário Soares??? Sabe Sr. Dr., em determinada altura, eu acreditei em muitas coisas que o Sr. ajudou, enquanto ministro dos negócios estrangeiros, a destruir.

Todos roubaram e ninguém foi julgado??? Sim...é verdade… Pelo menos tem a hombridade de assumir o facto publicamente. Vindo de quem vem, já não é mau.

Alex. disse...

O vómito de raiva e ódio é tão permanente que começa a ser complicado não reagir agressivamente. Dou comigo a fazer um esforço, diário, para não entrar nesse esquêma tão perigoso e de escalada progressiva. A única forma de levar a caravana em frente é ignorar o latido dos cães

D-Man disse...

Estamos num país de ladrões e saqueadores, que estão convictos que tudo o que fazem e fizeram, é normalíssimo.
A convicção destes lideres, começa precisamente com a cegueira pelo poder, e destrói o dever cívico que outrora também eles o possuíam, estou certo. Olhem para eles agora, fdp!