.

.
.
.
.
.

UM PEDIDO PESSOAL EM DEFESA DE QUEM NÃO SE PODE DEFENDER

Quem por aqui me segue com regularidade sabe que não sou muito de "ir em grupos", de publicitar e abraçar petições públicas, algumas das quais defendendo justas e nobres causas. Posso fazê-lo pessoalmente, por aqui nem tanto.
À excepção da(s) petição(ões) que repudiam esse monstro mal parido e vergonhoso intitulado "Acordo Ortográfico" não abracei mais nenhuma; posso ter aqui publicado uma ou outra, oferecendo uma informação ou um link, é provável, considerando que este blog  já vai tendo uns anitos, mas de momento não me lembro;  a única de que fiz «Causa Própria» foi de facto a que se recusa a aceitar o inaceitável "A.O.".

Hoje trago aqui uma outra causa, uma causa que também faço muito minha porque me revolta até às entranhas constatar a impunibilidade em que permanecem aqueles que maltratam, torturam e matam animais se encontram totalmente desprotegidos perante a lei.

Os animais estão desprotegidos e quem os quer proteger encontra-se impotente para o fazer. 
Esses crimes são inconsequêntes para os criminosos, têm consequências inenarráveis para as suas indefesas vítimas.


A União Zoofila publicou o texto que abaixo transcrevo, apoiando a Associação Animal
É um pedido justo e simples, toma o tempo de um "copiar/colar" para um e-mail dirigido aos endereços listados

A vós, que passam a visitar-me de quando em vez, e a todos os que, tendo animais ou não, amando os animais ou não, têm uma conceito de JUSTIÇA, peço, pessoalmente, que percam gastem 5 minutos do vosso tempo enviando esta mensagem.

Pode não ter efeito algum? Pode, mas não cruzamos os braços.
Obrigada.
______________________

O próximo dia 25 de Outubro pode ser efectivamente o Dia do Animal em Portugal.Os deputados eleitos por nós, cidadãos portugueses, vão apreciar um projecto-Lei de Protecção dos Animais.

Nós, que acolhemos as vítimas, queremos que os agressores parem e acreditamos que será apenas possível travá-los se os maus tratos a animais forem, à semelhança do que já acontece em outros países europeus, considerados crime em Portugal e quem os pratica julgado. 
Por isso, subscrevemos o pedido da associação ANIMAL . Escrevam aos deputados "e peçam-lhes para que no próximo dia 25 de Outubro defendam o máximo número possível de medidas sugeridas pelo Projecto-Lei “Lei de Protecção dos Animais”, ao qual tiveram acesso durante o decorrer da Campanha “Um Passo em Frente - Por uma Nova Lei de Protecção dos Animais em Portugal”. Com a aprovação das medidas que sugeriu, o objectivo da ANIMAL é que, finalmente, se estabeleça um grau elevado e abrangente de protecção legislativa para os animais de Portugal. 

Ao enviar estas mensagens, estará a oferecer uma determinante ajuda para que os esforços de campanha e contacto com os grupos parlamentares que a ANIMAL está a desenvolver sejam bem sucedidos, a bem dos animais que nascem, vivem e morrem neste país.



A MENSAGEM:

Exmas. Senhoras,
Exmos. Senhores,

1) Considerando que é dever dos humanos respeitar os animais e assegurar que estes beneficiem de legislação que os proteja de forma adequada e eficaz;

2) considerando que esse dever é cada vez mais reconhecido e prezado, não só na sociedade portuguesa como em todo o mundo, e que tem levado governos, parlamentos e municípios de várias regiões do mundo a tomarem avançadas medidas legislativas e práticas de protecção dos animais; 

3) considerando que, embora este seja um dever do Estado Português, este não tem cumprido nem materializado este dever de modo minimamente satisfatório, tendo, até aqui, votado os animais a um abandono e a uma indiferença cruéis, permitindo, por acções e omissões, que muitos e graves males contra estes sejam cometidos num ambiente de quase total impunidade; 

4)considerando que o Estado Português, quer por não ter tomado medidas legislativas adequadas, eficazes, modernas e pró-activas, quer por não ter sequer conduzido uma acção satisfatória de fiscalização, prevenção e punição relativamente a infracções às leis vigentes de protecção dos animais, quer por não ter ainda proibido práticas cruéis, inaceitáveis e absolutamente desnecessárias, quer ainda por ter envolvido alguns dos seus organismos, entre os quais os municípios, em práticas cruéis contra animais, tem originado graves problemas que afectam os animais em Portugal; 

5) considerando que o estudo de opinião “Valores e Atitudes face à Protecção dos Animais em Portugal”,realizado em Maio de 2007 pelo Centro de Investigação e Estudos de Sociologia (CIES) do Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa (ISCTE), com base num questionário efectuado entre Fevereiro e Março de 2007 pela Metris GfK, deixou claro o modo como a maioria dos portugueses – muito significativa, em muitos aspectos, e esmagadora, em tantos outros – entende que os animais em Portugal estão, em termos reais, muito desprotegidos e devem, em diversas áreas, ser urgente e fortemente protegidos pelo Estado Português, 

Venho pedir a V. Exas. que defendam a implementação de uma Nova Lei de Protecção dos Animais, que considere todos os pontos, ou o maior número de pontos possível, do Projecto-Lei apresentado pela Associação ANIMAL.

Acreditando que V. Exas. terão, no próximo dia 25 – aquando da discussão em Sessão Plenária da petição de apoio ao Projecto-Lei acima referido –, uma atitude que reflectirá o meu pedido, despeço-me,

Com os melhores cumprimentos,
De V. Exas,

Nome:
Cidade/País:
E-mail:

 ENDEREÇOS: 

bloco.esquerda@be.parlamento.pt,
gp_pcp@pcp.parlamento.pt, 
gp_pp@pp.parlamento.pt, 
gp_ps@ps.parlamento.pt, 
gp_psd@psd.parlamento.pt, 
pev.correio@pev.parlamento.pt

conhecimento (Cc) a   «campanhas@animal.org.pt », 
de modo a que a ANIMAL possa saber o número de mensagens enviadas:

Por favor, envie sempre todas as mensagens - usando os contactos acima - para os Grupos Parlamentares 




Sem comentários: