.

.
.
.
.
.

PRURIDOS (vulgo comichões)

«Comissão de Protecção Dados proíbe Google
de recolher imagens em Portugal»


«A Comissão Nacional de Protecção de Dados (CNPD) proibiu o Google de recolher imagens em Portugal para o serviço Street View por considerar que não está garantido o anonimato de pessoas e veículos.
»


«O Google anunciou esta semana querer voltar a registar fotograficamente as ruas portuguesas para o serviço Street View, mas a CNPD acha que não estão ainda reunidos os requisitos legais necessários para a publicação on-line das imagens.

A porta-voz da CNPD, Clara Guerra, explicou à Lusa que numa reunião entre a comissão e o Google, a empresa deu garantias de que as imagens de pessoas e de matrículas de veículos disponibilizadas no serviço não permitiriam a sua identificação.


O Google - adiantou Clara Guerra - ficou de prestar à comissão informações adicionais sobre a viabilidade técnica de garantir o anonimato nas imagens, o que não se verificou.
.../...

A Comissão refere ainda que os dados pessoais recolhidos no âmbito do serviço Street View são dados sensíveis porque se encontram inseridos na categoria "vida privada", sendo sujeitos a controlo prévio. »
sic.pt / Lusa - 4 /08/2010
___________________

Se «a empresa deu garantias de que as imagens de pessoas e de matrículas de veículos disponibilizadas no serviço não permitiriam a sua identificação»,

Se «os dados pessoais recolhidos no âmbito do serviço Street View .../...sendo sujeitos a controlo prévio»,

qual é a da comichão, perdão comissão? Será que, ao contrário do que é divulgado, a Google anda a pagar mal? Só os "chips" que querem tornar obrigatórios nos nossos carinhos é que são de confiança?

Argumentarão que estão a "defender a nossa privacidade"

Acaso a CNPD se manifestou quando no país do "Simplex" se inventou esse documento que serve para tudo - que serve para muito - que é o Cartão de Cidadão, apesar de estar escrito na Constituição que "não é permitida a atribuição de um número único de cidadão"?
Ah, e tal, pois é por isso que o Cartão de Cidadão não tem número e jura-se a patas juntas, todas as quatro, que "
não existe cruzamento directo de dados".
Pois mas a mim o que me lixa são as indirectas...


E a fiscalização das cobranças de portagens nas Scut, foi submetida ao parecer da CNPD? Não, não foi. Ora vamos lá ler e fotografar matrículas que ninguém usa isso para maldades, está prometido.

As fotos de rua do "Google maps" é que não pode ser nada, não vá o Zé ser fotografado à porta do hotel com a Maria; se a cabeleireira da Maria for contar à mulher do Zé isso já não é uma questão de defesa nacional da privacidade.
Já se um "Smart for two" da frota do governo (haverá?) for apanhado à porta de um Tango-Bar... Há que precaver estas coisas, a bem da nação.


Corja de bimbos, matarruanos, tacanhos, burgessos e pindéricos
.


(Seguindo a genial ideia do "31 da Armada" um destes dias abro aqui um Concurso de Insultos ao status quo nacional, isso é que era arejar a isca)

.

Sem comentários: