.

.
.
.
.
.

RECTIFICAFIVO JAMAIS!


Ministro emite despacho: novas taxas entram em vigor em Junho
por Agência Lusa, Publicado em 22 de Maio de 2010

O ministro das Finanças afirmou hoje que emitiu um despacho “clarificador” para que “não subsistam dúvidas” de que as novas taxas de IRS só entram em vigor “a partir de Junho e somente a partir de Junho”.

Pois, estava a ser uma grande barracada, desta vez não dava para dizer: " Não foi isso que eu disse... formalmente"

O ministro das Finanças admitiu que “tenha causado alguma estranheza”, mas, realçou, “o despacho teve que sair porque o processamento dos vencimentos não é feito no dia que entra em vigor, é feito com alguma antecedência”.

E não dava para escrever lá que só produzia efeitos a partir de 1 de Junho? Ó Teixeira, lá estão a gozar contigo outra vez; deixa lá, não é só contigo, até o Louçã se sente gozado.

Estas coisas dos actos jurídicos e normativos geram estas coisas: uma coisa é o que se interpreta na lei e outra o que está na cabeça de quem o faz”, realçou Teixeira dos Santos, acrescentando que “nunca esteve no espírito do ministro das Finanças outra data que não fosse Junho”.

Estas coisas dos actos jurídicos", pois lá está, é um universo paralelo ao "financeiro" com outro sistema espaço temporal, eu bem o dizia aí abaixo no "post" anterior...

Teixeira dos Santos rejeitou que o despacho seja "rectificativo", chamando-lhe "clarificador".
Sim, Teixeirinha, até lhe podes chamar assobio...
___________________________________




Então e José, não diz nada? Não teve nada com esta trapalhada que poderia ter trazido mais uns bons cobres aos cofres do Estado? Que raio, logo haviam de dar por isso e fazer aquela escandaleira toda;
Por que no se callan?

Sem comentários: