.

.
.
.
.
.

LINGUAGENS

Bem... não é que o homem não tenha carradas de razão


Isto das entrevistas depois da meia-noite é o que dá...



Claramente sem comentários


Eduardo anda inspirado, ontem, numa entrevista ao "Público", disse assim:

“O Hitler tinha o povo atrás de si até à derrocada, até à fase final da guerra. Faz parte das características dos demagogos conseguirem arrastar multidões. José Sócrates, honra lhe seja feita, é um grande actor, um mentiroso compulsivo, que vive num mundo virtual em que só ele tem razão”.

Com esta o Batatinha chateou-se.
O fidelíssimo Francisco Assis veio a público exigir. Quer que o PSD peça desculpa. Quer não, exige. E por quê?
Diz o Batatinha:

“Uma comparação do primeiro-ministro à sinistra figura do Hitler é uma coisa que, em qualquer país da Europa, teria consequências para quem fez uma afirmação dessa natureza”

Ó Batatinha tem juízo, " em qualquer país da Europa" o teu líder já não era primeiro-ministro há que tempos


A parte mais gira é que Catroga só falou de Hitler, a propósito de Sócrates, no que concerne à sua capacidade de arrastar multidões - enquanto bons demagogos, um e outro.
Na parte que toca ao "grande actor, um mentiroso compulsivo, que vive num mundo virtual em que só ele tem razão", parece que o Batatinha não se chateou, ou pelo menos não reagiu.
Tem a sua graça...


.

2 comentários:

CE disse...

O homem tem toda a razão, e até tem graça. Há é sempre um exército de tugas, absolutamente ignorantes e irresponsáveis, mas sempre dispostos ao número, hipócrita do tamanho dos prédios de mil andares, do "eu sou educado". Uma merda. São é umas bestas, armadas em espertas.

Alex disse...

Claro que tem razão (e graça, que faz tanta faltinha)

Eu sou deste clube, dos que chamam os bois pelos nomes e, meu caro CE, não imagina o esforço que tantas vezes faço quando escrevo por aqui para manter a linguagem nos minimos aconselhaveis aos espíritos mais sensíveis. Porém...

Falta de educação é andar a discutir essa vergonha das Novas Oportunidades quando se fecharam escolas primárias e se mantem o ensino nos níveis de "debitantes mas não pensantes". É o que dá, um país cheio de bestas armadas em espertas.

Volte sempre.