.

.
.
.
.
.

A BEM DA NAÇÃO, E NÃO SÓ

Conheço e dou-me com pessoas de todos os quadrantes políticos, e ainda bem.


Algumas das pessoas que encontro "do outro lado da barricada" política são pessoas de quem sou amiga; Rege essa classificação o respeito pelo CARÁCTER que essas pessoas especiais me merecem, e aquele que eu possa merecer-lhes.
Não me tenho dado mal com o sistema.

Recebi um e-mail de um amigo que se identifica com o Partido Socialista desde há muitos anos com a seguinte introdução :


------------------------

Passando a agressividade contida, que não tem importância face à franqueza óbvia, qualidade que muito aprecio, aqui abaixo fica o texto que me foi enviado.

Não entendi totalmente a dúvida sobre se eu seria capaz de "pôr isto no blog"
(dúvida essa já anteriormente manifestada por este mesmo amigo e sempre ultrapassada pela publicação dos textos enviados)
Já por diversas vezes tenho manifestado, neste cantinho virtual, o meu apreço e/ou profunda estima pelo meu país e por muitos portugueses de quem nos podemos orgulhar.
... A menos que o "isto" fosse um desejo sub-consciente de que eu aqui transcrevesse a sua opinião sobre este blog...
Ok, já cá canta.

Tivesse o Chico manifestado a sua descrença sobre a possibilidade de eu publicar aqui um artigo a dizer que Portugal está muito bem entregue, que temos um governo de gente séria, que a corrupção não grassa impune pela coisa pública, etc, etc, etc, e eu compreenderia tal descrença apoiando-a com o meu silêncio bloguista.

Falar bem dos portugueses, dos seus feitos, das suas capacidades, do seu engenho, dá-me gosto, em especial quando vemos uma lista como a enviada na qual 99% dos casos se referem ao esforço de portugueses privados, indivíduos e empresas.

E tanto gosto que não acrescento nada à lista; com esta nota positiva não quero falar de um outro país que todos conhecemos. Todos.

Custa-me publicar o acrescento feito por um Luís Pirão, como um todo por razão que não estou disposta a justificar e, em particular, a parte em que ele diz:

Eu conheço um país que tem uma capital com eventos culturais fantásticos
que fazem frente a qualquer cidade do mundo. (???)
Que tem potencialidades turísticas ilimitadas com restaurantes para todas as carteiras (!!!) e com comida deliciosa, assim como alojamento para todas as bolsas e de razoável qualidade
(!!!). Basta ir a Londres e ver toda a gente a comer sandwiches no jardim pois a alimentação atingiu preços exorbitantes nos restaurantes.

Sim, e nos anos 60 tínhamos a Amália, o Eusébio...

Não comento.

PS - Querido Chico, para a próxima, quando adjectivares "o blog", por favor põe "ANTI-SÓCRATES" a bold, ok? Fica-me melhor ainda.


_________________________________


«EU CONHEÇO UM PAÍS...
Por: Nicolau Santos, Director - adjunto do Jornal Expresso, In Revista "Exportar"

Eu conheço um país que tem uma das mais baixas taxas de mortalidade mundial de recém-nascidos, melhor que a média da UE.
Eu conheço um país onde tem sede uma empresa que é líder mundial de tecnologia de transformadores.
Eu conheço um país que é líder mundial na produção de feltros para chapéus.
Eu conheço um país que tem uma empresa que inventa jogos para telemóveis e os vende no exterior para dezenas de mercados.
Eu conheço um país que tem uma empresa que concebeu um sistema pelo qual você pode escolher, no seu telemóvel, a sala de cinema onde quer ir, o filme que quer ver e a cadeira onde se quer sentar.
Eu conheço um país que tem uma empresa que inventou um sistema biométrico de pagamento nas bombas de gasolina.
Eu conheço um país que tem uma empresa que inventou uma bilha de gás muito leve que já ganhou prémios internacionais.
Eu conheço um país que tem um dos melhores sistemas de Multibanco a nível mundial, permitindo operações inexistentes na Alemanha, Inglaterra ou Estados Unidos.
Eu conheço um país que revolucionou o sistema financeiro e tem três Bancos nos cinco primeiros da Europa.
Eu conheço um país que está muito avançado na investigação e produção de energia através das ondas do mar e do vento.
Eu conheço um país que tem uma empresa que analisa o ADN de plantas e animais e envia os resultados para os de toda a EU.
Eu conheço um país que desenvolveu sistemas de gestão inovadores de clientes e de stocks, dirigidos às PMES.
Eu conheço um país que tem diversas empresas a trabalhar para a NASA e a Agência Espacial Europeia.
Eu conheço um país que desenvolveu um sistema muito cómodo de passar nas portagens das auto-estradas.
Eu conheço um país que inventou e produz um medicamento anti-epiléptico para o mercado mundial.
Eu conheço um país que é líder mundial na produção de rolhas de cortiça.
Eu conheço um país que produz um vinho que em duas provas ibéricas superou vários dos melhores vinhos espanhóis.
Eu conheço um país que inventou e desenvolveu o melhor sistema mundial de pagamento de pré-pagos para telemóveis.
Eu conheço um país que construiu um conjunto de projectos hoteleiros de excelente qualidade pelo Mundo.

Eu Luís Pirão, acrescento mais uns pontos à lista do Nicolau Santos:
- Eu conheço um país que é segundo em net de banda larga na Europa.
- Eu conheço um país que tem uma capital com eventos culturais fantásticos que fazem frente a qualquer cidade do mundo. Que tem potencialidades turísticas ilimitadas com restaurantes para todas as carteiras e com comida deliciosa, assim como alojamento para todas as bolsas e de razoável qualidade. Basta ir a Londres e ver toda a gente a comer sandwiches no jardim pois a alimentação atingiu preços exorbitantes nos restaurantes.
- Eu conheço um país com uma história ímpar que ligou todos os continentes comercialmente pela primeira vez na história da humanidade no século XVI.
- Eu conheço um país que tem a sua selecção de futebol neste mês de Maio no 3.º lugar do ranking mundial em mais de 200 nações, só o Brasil e a Espanha estão à frente com poucos pontos de diferença.
- Eu conheço um país que conquistou meio mundo no século XVI com base no respeito pelos outros povos, com base nas trocas comerciais, com base na diplomacia.
- Eu conheço um país que venceu os seus compatriotas espanhóis pela força de vontade de um homem chamado Nuno Álvares Pereira e que permitiu a paz para a nação se lançar nos descobrimentos marítimos.

Eu José Lopes, acrescento mais uns pontos à lista do Nicolau Santos e do Luís Pirão:
- Eu conheço um País que está a criar um medicamento que previne e combate a obesidade.
- Eu conheço um País que produz os melhores sapatos do mundo.
- Eu conheço um País que produz os fatos usados na Fórmula 1 e nos astronautas da NASA.
- Eu conheço um País que produz o melhor software de GPS do mundo.
- Eu conheço um País que faz os melhores lasers do mundo, utilizados na medicina e na indústria aeroespacial.
- Eu conheço um País que tem um monumento que tem 6 orgãos, sendo o único no mundo (Convento Mafra).
- Eu conheço um País que produz os adereços utilizados pela indústria cinematográfica de Hollywood.
- Eu conheço um País que tem a maior variedade gastronómica do mundo.
- Eu conheço um País que criou a única palete de cores para leitura de daltónicos.
O leitor, possivelmente, não reconheceu neste país aquele em que vive...
PORTUGAL !!!
Mas é verdade.Tudo o que leu acima foi feito por empresas fundadas por portugueses, desenvolvidas por portugueses, dirigidas por portugueses, com sede em PortugaL, que funcionam com técnicos e trabalhadores portugueses.
Chamam-se, por ordem, Efacec, Fepsa, Ydreams, Mobycomp, GALP, SIBS, BPI, BCP, Totta, BES, CGD, Stab Vida, Altitude Software, Out Systems, WeDo, Quinta do Monte d'Oiro, Brisa Space Services, Bial, Activespace Technologies, Deimos Engenharia, Lusospace, Skysoft, Portugal Telecom Inovação, Grupos Vila Galé, Amorim, Pestana, Porto Bay e BES Turismo.
Há ainda grandes empresas multinacionais instalada no País, mas dirigidas por portugueses, com técnicos portugueses, de reconhecido sucesso junto das casas mãe,como a Siemens Portugal, Bosch, Vulcano, Alcatel, BP
Portugal e a Mc Donalds (que desenvolveu e aperfeiçoou em Portugal um sistema que permite quantificar as refeições e tipo que são vendidas em cada e todos os estabelecimentos da cadeia em todo o mundo ) .
É este o País de sucesso em que também vivemos, mas nós só falamos do País que está mal, daquele que não acompanhou o progresso. É tempo de mostrarmos ao mundo os nossos sucessos e nos orgulharmos disso.
Vamos mudar a nossa mentalidade para ajudarmos o nosso país que tanto precisa de nós, vamos dar o primeiro passo e falar coisas positivas e optimistas.»


.

2 comentários:

Anónimo disse...

Olá Alexandra,

Não sei se pensas manter o teu blogue "pessimista", "faccioso" e "verrinoso"...! Será sempre uma decisão tua e só tua!

Mas não consigo deixar de te pedir que o mantenhas sempre "Anti-Sócrates"...!!!

Quanto mais não seja... a Bem da Nação!

Bjs,
C.R.

Alex disse...

Bem... depois de muito pensar... está bem, mantenho-me anti-Sócrates, mas só porque és tu a pedir