.

.
.
.
.
.

SERÁ QUE FOI REMATADO?

ARTIGO PUBLICADO ONTEM NO EXPRESSO ON LINE

«José Sócrates colocado à venda num site de leilões»


«"Vende-se primeiro-ministro de Portugal". Motivo: "Liquidação do país". É assim que é apresentado um anúncio num site de leilões português, que coloca José Sócrates à venda.»

Mariana Cabral (www.expresso.pt)Terça feira, 19 de Abril de 2011

«Costuma dizer-se que tudo à está à venda na Internet. Desde casas a roupa interior de celebridades ou torradas com a cara de Jesus Cristo, tudo serve para ganhar uns trocos. E, agora... até José Sócrates está à venda.
A brincadeira surgiu hoje no site português Leiloes.net e começou a disseminar-se, claro, pelas redes sociais.

"Vende-se primeiro-ministro de Portugal."
Motivo: "Liquidação do país (alternativa a empréstimo do FMI)", explica o anúncio.

Mas não se pense que a compra é barata. Afinal, estamos em crise, pelo que José Sócrates custa a módica quantia de... €75 mil milhões. Ou seja, quase tanto quanto o resgate solicitado ao FMI/União Europeia/Banco Central Europeu.

Artigo "usado" mas "licenciado com distinção num domingo.

Mas, se isso lhe parece muito, o anunciante - identificado apenas como "anocas2011" - faz questão de enumerar as qualidades de José Sócrates:

"Boa aparência, com guarda-fatos e teleponto incluído. Excelente marketeer, até garantir a venda de gelo no Pólo Norte ou areia na praia. Desenrascado, persistente e com boa imagem do lado esquerdo e lado direito."

O anunciante diz que o "artigo à venda" já está "usado", mas oferece os portes de envio e continua a listar "qualidades":

"Licenciado com distinção num domingo e boa capacidade para idiomas como o castelhano e inglês."

Caso esteja interessado nesta "pechincha", o anunciante informa que tem até ao dia 3 de maio para licitar.
E assim Portugal já poderá não precisar de recorrer a ajuda externa...»
______________________

CURIOSAMENTE...

O anúncio foi hoje retirado mal começou a circular pela net...
Será que o produto foi rematado?
Não é justo, não era apenas uma venda, era um leilão... Com as ganas que aí andam por certo haveria muito que se empenhasse em (para) licitar.

Quanto à "anocas2011"
, a anunciante, vai daqui uma salva de palmas: haja quem leve tudo isto no gozo merecido - ainda que estejamos "à rasca" sejamos "pobretes mas alegretes".
Boa malha Anocas2011!




.

Sem comentários: