.

.
.
.
.
.

"REJEITARAM, NÃO FOI? ENTÃO AMANHEM-SE!"

Esta vai sem comentários, não há palavras... (publicáveis...)



«Eliminação de quase mil cargos fica “na gaveta”»

«O Ministério das Finanças e da Administração Pública suspendeu o processo de reorganização dos serviços da administração central, argumentando com o facto de o Governo se encontrar em “funções estritas de gestão”.

O comunicado das Finanças indica que “no que respeita à pretendida reestruturação da Administração Central do Estado em 2011, para mais explicitada no referido documento de actualização do PEC, entretanto rejeitado pela Assembleia da República, caberá já ao próximo Governo aprovar as leis orgânicas de cada área ministerial e consequente regulamentação orgânica específica dos diversos serviços e organismos do Estado”.

Esta decisão faz cair por terra a promessa - antiga e várias vezes repetida por este Governo – de eliminar muitos cargos públicos e serviços e fundir organismos, já que fica suspensa a eliminação de 991 cargos dirigentes, que correspondem a mais de 15% do total.

Os vários processos de extinção, fusão ou reorganização de serviços estavam considerados no Relatório do Orçamento do Estado para 2011, com o Governo a adiantar que já estavam concretizados em mais de 25%.»


.

Sem comentários: