.

.
.
.
.
.

COM PÉZINHOS DE LÃ



VOU NEURAR NÃO TARDA MUITO

O FRIO QUANDO ACORDO,

O BRRRRR AO SAIR DA CAMA

AS JANELAS FECHADAS

A NOITE À HORA DE FIM DE TARDE

A NOITE À HORA DE AMANHECER

UM SOL PIÉGAS E DISTANTE

DIAS PARDOS COMO PAPEL DE JORNAL

BOLAS JÁ FAZ FRIO...

RAIOS QUE ESTÁ FRIO!

NÃO ME QUERO MEXER,

NÃO TENHO ENERGIA ANÍMICA

QUERO IR PARA CASA, TENHO FRIO

QUERO JANTAR EM CASA, TENHO FRIO

TRÊS CAMISOLAS

DUAS ASPIRINAS

SALADA? COM ESTE FRIO?

FRUTA? SÓ SE FÔR NO PONCHE!

O AQUECEDOR, A MANTA E O EDREDON

ESTÁ OUTRA VEZ A CHOVER A POTES

ESPLANADA? ESTOU A TREMER

HHHHAAAAAATTTTTTCCCCHHHHHIIIIIIIINNNNNN!!!!!!!!!!

QUANDO EU FOR GRANDE VETO O INVERNO

E COMEÇO LOGO POR RETIRAR A VIGÊNCIA AO OUTONO

MESMO ASSIM, MASCARADO DE VERÃO

E COM PÉZINHOS DE LÃ ENTRANDO A RONDAR OS 30 GRAUS

NÃO ME ENGANAS...

NÃO TARDA MESMO VOU NEURAR




.

4 comentários:

O Pinoka disse...

Até ao Natal ainda se aguenta, mas depois...
Bjocas

Alex disse...

Ai Pinoka... a única coisa boa do Inverno é o Natal, funciona de facto como uma luzinha ao fundo do túnel, mas não estou a brincar, o tempo de frio dá-me mesmo neura e inércia.
Como diz o tio Julio Inglésias, yo me voy donde se va el sol. Falta-me é o aviãozito...

ZPedro disse...

É, certamente, uma das melhores baladas dos Beatles. Estávamos em 1964, eu era um puto, e o Paul McCartney acabava de fazer 22 anos. Mas ir atrás do sol não é um desejo de infância, nem de adolescência. Claro que é bom fazer intervalos no inverno. Mas para que isso aconteça, temos de gramá-lo, para o podermos "interromper" de vez em quando. Ir atrás do sol é uma experiência que pode ser muito frustrante: ao fim de 2 ou 3 anos de andar atrás do sol, já não temos roupa de inverno. Nem mesmo de meia estação: só tshirts, calções e sandálias. Eu sei. Os dias são mais ou menos todos iguais, isto é, não há dias mais longos, nem dias mais curtos. Não há choques térmicos, nem uma pequena alternância, o corpo habitua-se mal àquele rame-rame... eu acho que é meio caminho andado para a depressão.

Alex disse...

Embora esteja convencida de que era bem capaz de viver sem sentir a falta de choques térmicos acredito piamente que tenhas razão MAS ESTOU DE BIRRA.
Todos os anos é a mesma coisa, quando começo a ter de vestir um casaco para sair para a rua de manhã cedo entro em birra - em pré depressão, em rosnar para dentro, ou mesmo para fora caso algum incauto me aborde antes da "bica". Depressãoé a noite às 7h30, AM ou PM.
Com razão ou sem ela não estou em "season" de ser contrariada. Não gosto do Inverno. Ponto
Beijos calorosos para ti a quem o azul fica bem, muito melhor do que o cinzento.