.

.
.
.
.
.

O "RANKING" DA 5º DIVISÃO

Boletim Informativo de Execução Orçamental, do Ministério das Finanças

Dados reativos ao periodo decorrente entre Janeiro e Agosto de 2008
Multas relativas ao Código da Estrada - 53,8 milhões de euros

O Governo previa então um crescimento de 28,6% das receitas da rubrica
" Taxas, multas e outras penalidades". Qualquer coisa como 780,8 milhões de euros.
________________________________

A 25 de Setembro de 2009

«Elementos da PSP queixam-se de pressões para passarem mais multas»

«Elementos da 5 Divisão de Lisboa da PSP (Penha de França) queixam-se de estar a ser forçados pelo 2º. Comandante a aumentar o número de autuações, sob ameaça de mudança de Secção se não se destacarem nas estatísticas mensais.
.../...
De acordo com o relato feito
à Lusa por elementos daquela Divisão, está a ser implantado um denominado "Código de Conduta" pelo 2 Comandante e criado um "ranking" mensal onde só têm ascensão na carreira e "prémios de produtividade" os elementos que passarem mais multas.

A partir de segunda-feira esta situação estende-se também aos polícias que fizerem mais detenções.

Relataram que as pessoas estão a ser informadas individualmente pelo próprio Comissário Carvalho da Silva, em conversa no seu gabinete, a sós ou acompanhados pelo chefe de Secção. Quando não atingem os objectivos alegadamente estabelecidos, dizem estar a ser chamados e confrontados com ameaças de saída da Secção onde se encontram ou saída da Divisão.

"Os graduados são obrigados a chamar diariamente à atenção os agentes para que efectuem mais autuações", disse uma das fontes, acrescentando que há dias em que são feitas operações STOP de manhã e outra à tarde.
As mesmas fontes adiantaram que estes procedimentos estão a ser transmitidos também aos novos elementos que chegam à 5 Divisão, "para que sintam as mudanças e aprendam que têm de autuar".

Segundo os testemunhos, esta situação está a criar "um grave mal-estar" entre oficiais, subchefes e agentes, que receiam resistir às ordens de aumentar o nível de autuações e de detenções.»

A totalidade desta notícia, incluindo a super-convincente "hemi-negação" por parte do Gabinete de Relações Públicas da Direcção Nacional da PSP, pode ler-se AQUI














.

Sem comentários: